O presidente francês, Nicolas Sarkozy, admitiu hoje ter cometido erros durante seu primeiro ano no cargo mas disse que as reformas planejadas continuam sendo necessárias.

bur-phv/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.