Tamanho do texto

Quero em primeiro lugar dar graças a Deus e aos soldados da Colômbia, disse há pouco Ingrid Betancourt à rádio do exército colombiano, depois de resgatada da guerrilha das Farc.

cop-hov/sd