Uma centena de pacientes e o pessoal das equipes médicas estão em perigo no hospital Al-Quds de Gaza, agora em chamas, após um bombardeio do exército israelense nesta quinta-feira, informou o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).

dro/jls/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.