O austríaco Josef Fritzl, 73 anos, foi condenado nesta quinta-feira a prisão perpétua e internação psiquiátrica por um tribunal de Sankt Polten, por estupro e sequestro da filha durante 24 anos e o assassinato de um dos sete filhos que teve com a vítima.

ran-pfe/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.