A destituição do presidente de Honduras, Manuel Zelaya, é irreversível, declarou a Suprema Corte hondurenha ao secretário-geral da OEA, Jose Miguel Insulza, nesta sexta-feira, em Tegucigalpa, informou um porta-voz do tribunal.

gv/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.