A futura secretária de Estado americana, Hillary Clinton, descartou categoricamente nesta terça-feira qualquer diálogo com o Hamas, enquanto o grupo radical palestino não tiver reconhecido Israel e desistido da violência.

sl/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.