O líder cubano, Fidel Castro, afirmou nesta terça-feira que os dois dirigentes apontados como os mais afetados pela reestruturação do governo Raúl Castro foram destituídos por ambições pessoais e por desempenharem um papel indigno, segundo artigo publicado na imprensa local no qual não mencionou nomes.

mis/cb/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.