O presidente da Bolívia, Evo Morales, e o governador de Tarija, Mario Cossío, que representa os cinco departamentos rebeldes, firmaram nesta terça-feira um acordo para pacificar o país, após três semanas de protestos que deixaram 18 mortos, informou o poder Executivo.

jac/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.