A Corte Suprema americana desistiu nesta sexta-feira de estudar o dossiê de Ali al-Marri, o único combatente inimigo detido nos Estados Unidos, um caso que deveria examinar a pedido do governo Obama, e reenviou o assunto a um tribunal de apelação.

lum/eg/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.