Universitários mauritanos protestam contra ofensiva israelense

Nuakchott, 13 jan (EFE).- Centenas de universitários da Mauritânia fizeram uma manifestação hoje em Nuakchott contra a ofensiva israelense na Faixa de Gaza e pedir o apoio da população árabe neste sentido.

EFE |

Mobilizados pela "Iniciativa Estudantil de Oposição à Infiltração Sionista (como se referem a Israel) e de Defesa das Causas Justas", os manifestantes se concentraram em frente à Universidade de Nuakchott com slogans contra o "açougue israelense na Faixa de Gaza".

Eles não mencionaram a quebra do cessar-fogo pela facção islâmica Hamas nem os foguetes que ela começou a lançar contra Israel.

A manifestação apelou também aos mauritanos a doar fundos em benefício das vítimas de Gaza e a boicotar os produtos americanos, especialmente de empresas que apoiem Israel.

Os estudantes solicitaram também que as autoridades "rompam imediata e definitivamente" as relações diplomáticas com Israel, chamado-as de "humilhantes para o povo mauritano".

A Mauritânia, terceiro país árabe, após Egito e Jordânia, em reconhecer o Estado judeu, chamou, em 5 de janeiro, a consultas seu embaixador em Tel Aviv como protesto contra a ofensiva militar de Israel sobre a Faixa de Gaza, iniciada em 27 de dezembro. EFE mgr/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG