Universidades de Brasil, Portugal e Espanha buscam cooperação

Lisboa, 20 out (EFE).- Quarenta e dois reitores de universidades de Brasil, Portugal e Espanha debateram hoje sobre como aumentar a cooperação acadêmica, no marco de um encontro do Grupo Tordesilhas, realizado na cidade do Porto.

EFE |

A reitora da Unirio, Malvina Tuttman, ressaltou as vantagens de acordos entre centros dos três países e pôs como exemplo as iniciativas, já em andamento, para a formação de enfermeiras.

O reitor da Universidade Politécnica de Madri, Javier Uceda Antolín, inaugurou o debate, em que se abordaram fórmulas para revitalizar a troca acadêmica e cultural entre instituições de educação superior dos três países.

Os reitores destacaram o interesse por promover a excelência em educação e pesquisa nas universidades dos três países, que há oito anos colaboram através de um consórcio nascido no Grupo Tordesilhas, impulsionado pelo espanhol Grupo Santander.

O reitor da anfitriã Universidade do Porto, José Marques dos Santos, assinalou o objetivo de iniciar organismos que reconheçam doutorados nos três países, de modo que seja indiferente onde se inicie e termine o processo formativo dos estudantes.

Neste sentido, Uceda Antolín ressaltou que essa iniciativa facilitará a mobilidade estudantil entre esses países ibero-americanos.

O Grupo Tordesilhas nasceu em junho de 2000 durante o primeiro encontro de reitores de universidades dos três países, em comemoração aos 500 anos do descobrimento do Brasil. EFE arm/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG