Universidade do Arizona faz pouco do presidente Obama

ARIZONA - A Universidade do Estado do Arizona (ASU) desdenhou o presidente americano, Barack Obama, ao se negar a lhe entregar um título honorário durante uma cerimônia de graduação que acontecerá no próximo mês, informou a imprensa dos EUA.

AFP |

Em um ato que rompe com a tradição e que já provocou críticas, a universidade alega que não dará nenhum título a Obama porque o primeiro presidente negro dos Estados Unidos tem pouca experiência no cargo. Nos EUA, as universidades costumam conceder títulos honorários aos oradores convidados a discursar para os graduados.

Uma porta-voz da ASU foi citada em vários jornais dizendo que Obama não tinha feito nada para merecer tal honra, apesar de ter sido o primeiro presidente eleito negro no país e de ter publicado dois livros que se tornaram best-sellers.

"Nossa prática é reconhecer um indivíduo por sua experiência, alguém que esteve em seu cargo por um longo tempo", declarou a porta-voz da ASU, Sharon Keeler. "Sua trajetória ainda está por vir. É por isso que não lhe concederemos um título no início de sua presidência", justificou.

O decano da instituição, Michael Crow, confirmou à imprensa americana que a universidade não vai mudar sua posição, porque não é sua política dar títulos de honra a políticos que estão cumprindo o exercício de suas funções.

"Estamos convidando um orador", disse Crow. "Nós não vamos dar títulos honorários este ano e não damos títulos honorários a políticos em exercício".

"Quando assumi o posto, disse que nós não iríamos dar nenhum título honorário a nenhum doador (de fundos), tampouco a políticos" que estejam trabalhando.

Leia mais sobre Obama

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG