havia sido anunciado anteriormente." / havia sido anunciado anteriormente." /

Unicef recua e diz que não pode confirmar sequestro de crianças no Haiti

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) afirmou nesta sexta-feira que ainda não pode confirmar que 15 crianças foram sequestradas em hospitais no Haiti, conforme http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2010/01/22/unicef+denuncia+rapto+de+pelo+menos+15+criancas+em+hospitais+do+haiti+9372540.html target=_tophavia sido anunciado anteriormente.

iG São Paulo |


O chefe de comunicação do Unicef em Genebra, Jeremy Hartley, disse que o Unicef está procurando dados mais precisos sobre o caso, embora a situação caótica no Haiti torne a tarefa muito difícil.

Segundo Hartley, o assessor do Unicef Jean-Claude Legrand, que anunciou o sequestro das 15 crianças , "não está trabalhando diretamente na emergência do Haiti" e sua entrevista coletiva em Genebra, junto com os porta-vozes de diferentes agências da ONU para informar sobre o terremoto, "tinha como tema as adoções internacionais".

"O Unicef está preocupado com as condições atuais no Haiti, que podem propiciar o tráfico infantil em razão da grande falta de leitos nos hospitais", disse Hartley. "Mas não podemos confirmar quantas crianças estão desaparecidas."

O Unicef advertiu que, na atual situação de Porto Príncipe, há muitos riscos para crianças que não estão acompanhadas por familiares ou que ainda não foram localizadas por organizações humanitárias.

Em coletiva, o assessor Legrand afirmou: "Constatamos o sequestro de 15 crianças em diferentes hospitais do Haiti e suspeitamos que foram sequestradas por redes de tráfico por meio de Santo Domingo".

"As redes existiam previamente (ao terremoto) no Haiti e eram bastante ativas, sequestrando crianças e as entregando ao mercado internacional de adoções", explicou Legrand. "O que ocorre sempre é que, quando há uma catástrofe, as redes se aproveitam da vulnerabilidade do Estado e dos sistemas de controle."

O terremoto de 7 graus na escala Richter aconteceu às 19h53 (hora de Brasília) do dia 12 e teve epicentro a 15 quilômetros da capital, Porto Príncipe. Pelo menos 22 brasileiros morreram na tragédia.

Com EFE

Veja também:

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: haititerremototerremoto no haiti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG