Unicef e Salma Hayek lançam uma campanha para eliminar o tétano neonatal

Genebra, 2 out (EFE).- O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a empresa Pampers e a atriz mexicana Salma Hayek apresentaram hoje uma campanha para erradicar até 2012 o tétano neonatal, doença que mata um recém-nascido a cada três minutos no mundo.

EFE |

"Estou entusiasmada com este projeto. Pensar que uma criança pode morrer de uma doença tão horrível que pode ser evitada é insuportável", afirmou a atriz na entrevista coletiva de apresentação da iniciativa em Genebra.

O tétano neonatal, assim como o das mães, é uma doença mortal que pode ser evitada e anualmente mata 140 mil bebês e 30 mil mulheres.

"O que mais me emociona é que uma mãe da Europa pode ajudar anonimamente outra mãe de outra parte do mundo ao comprar um pacote de fraldas", declarou a atriz ao se referir à campanha na qual parte do valor de cada pacote de Pampers vendido contribuirá para a aquisição pelo Unicef de uma vacina contra o tétano na África.

A campanha tem o objetivo de melhorar as condições sanitárias dos partos nos países em desenvolvimento para evitar que recém-nascidos e mães contraiam tétano.

Também tem o intuito de conseguir a proteção de mais de 70 milhões de mães e bebês por meio da vacinação contra esta doença, que entra no corpo através de feridas abertas e que pode ser fatal.

O tétano é causado pela bactéria "Clostridium tetani", que produz uma toxina muito potente que ataca o sistema nervoso.

Recém chegada de uma visita a Serra Leoa, a atriz se mostrou muito emocionada e chegou a ficar com lágrimas nos olhos ao contar como viu em um hospital "uma menina muito pequena, que se chamava Fátima e de apenas sete dias, que estava com tétano, esta horrível doença".

"Sua mãe tinha 19 anos e logo depois que eu saí da sala a menina morreu", afirmou.

A Pampers espera poder arrecadar o valor necessário para comprar 200 milhões de vacinas nos próximos três anos com a campanha "1 pacote = 1 vacina".

Philip O'Brien, representante do Unicef, destacou o papel de Hayek na luta contra a violência doméstica e pelos direitos da mulher e lembrou a importância das alianças entre esforços públicos e do setor privado para erradicar este tipo de doenças.

O primeiro sinal de que um recém-nascido tem tétano aparece nos seus primeiros dias de vida, quando sua mandíbula e seus músculos faciais ficam paralisados por causa da toxina.

Em seguida acontecem espasmos musculares que fazem o bebê parar de respirar. EFE vh/wr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG