Unicef alerta que abismo entre ricos e pobres coloca crianças em risco na Ásia

O crescente abismo entre ricos e pobres na Ásia, em particular nos gigantes emergentes como a China e a Índia, vem colocando em risco a grande quantidade de mães e crianças do continente, disse o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) em um relatório divulgado nesta terça-feira.

AFP |

Segundo a Unicef, mais de 40% das crianças do mundo inteiro que morreram antes de completar cinco anos em 2006 viviam na região Ásia-Pacífico. Sendo assim, pediu grandes esforços aos países ricos contra esta situação.

Em 2006, 2,1 milhões de crianças menores de cinco anos morreram na Índia. A Unicef disse que a Índia deve adotar medidas importantes em termos de saúde, nutrição, educação, igualdade entre os sexos e proteção à criança.

O organismo da ONU destacou que a mortalidade infantil na China diminuiu entre 1970 e 1990, mas desde então esta queda vem sofrendo desaceleração.

"A China também deve dar passos significativos para recuperar o progresso inicial em termos de sobrevivência na infância", indicou a Unicef.

Embora tenha parabenizado os países da região Ásia-Pacífico por sua "solidez" em matéria de crescimento econômico, o que tirou milhões de pessoas da pobreza, a Unicef destacou que a cobertura médica dos mais desfavorecidos continua sendo essencial para atingir a meta de redução da mortalidade infantil em dois terços no período de 1990 a 2015.

cm/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG