Única testemunha de defesa de Suu Kyi comparece ao tribunal

Bangcoc, 28 mai (EFE).- A única testemunha da defesa que foi autorizada pelo júri para depor no julgamento da Nobel da Paz birmanesa Aung San Suu Kyi vai comparecer hoje na penitenciária de Insein, nos arredores de Yangun, segundo o advogado da líder opositora à imprensa.

EFE |

O especialista legal Kyi Win foi a única testemunha a não ser desqualificada pelo tribunal militar, detalhou o advogado de defesa Nyan Win, após dizer que o processo poderia terminar amanhã mesmo.

Win também informou que o americano que invadiu a casa de Suu Kyi, fazendo com que ela fosse acusada de violar as condições de sua prisão domiciliar, compareceu ontem ao tribunal, onde disse que "foi enviado por Deus" para salvá-la de uma "tentativa de assassinato".

O dia anterior foi de depoimento da acusada, que explicou que nunca autorizou a entrada em sua casa de John William Yettaw, de 53 anos, detido no dia 6 de maio ao sair da casa da líder opositora.

A legislação de Mianmar (antiga Birmânia) proíbe que estrangeiros durmam nas casas de birmaneses a não ser que disponham da autorização pertinente. A pena para este crime é de até cinco anos de prisão.

O partido de Suu Kyi, a Liga Nacional pela Democracia (LND), afirmou que o julgamento é uma estratégia do regime militar para impedir a participação da Nobel da Paz no pleito de 2010, o primeiro no país desde o realizado em 1990.

Naquela ocasião, a LND venceu com mais de 82% dos votos, mas o Governo nunca reconheceu o resultado. EFE tai/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG