União Européia tenta convencer as Farc a aceitar missão humanitária francesa

O presidente da União Européia (UE) e chefe de governo da Eslovênia, Danilo Türk, tentou persuadir nesta quinta-feira as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia a aceitar a missão humanitária francesa que pretende resgatar e dar cuidados médicos à franco-colombiana Ingrid Betancourt.

AFP |

"Obviamente que o sucesso dessa missão depende da disponibilidade das pessoas que capturaram Ingrid Betancourt", afirmou durante coletiva de imprensa após reunião com o presidente colombiano, Alvaro Uribe.

Türk também pediu às Farc que "considerem o caráter humanitário da missão e que cooperem com a operação para salvar vidas".

Uribe revelou que na reunião com o líder esloveno, que está percorrendo a América Latina, conversaram sobre a missão francesa e a situação dos sequestrados em poder das Farc, que poderão ser trocados por cerca de 500 rebeldes presos.

No grupo de 39 reféns, além de Betancourt se encontram três americanos, três políticos e dezenas de militares e policiais colombianos.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, com o aval de Uribe, mas sem o consentimento das Farc, enviou nesta quinta-feira à Colômbia uma missão médica para socorrer Betancourt.

pro/cl/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG