União Européia suspende sanções contra Cuba e adota novas contra o Irã

A União Européia (UE) aprovou, nesta segunda-feira, novas sanções contra o Irã, entre elas a proibição das atividades na Europa do grande banco iraniano Melli.

AFP |

As novas sanções, que devem proibir a partir desta terça-feira o funcionamento das agências européias do banco situadas em Londres, Hamburgo e Paris, foram aprovadas sem debate pelos ministros europeus reunidos em Luxemburgo.

Sem sanções a Cuba

Além disso, a UE retirou oficialmente as sanções contra Cuba e lançou uma proposta de diálogo político com o governo do presidente cubano Raúl Castro.

A decisão formal sobre a anulação das sanções foi adotada pelo Conselho Europeu de Agricultura e Pesca na primeira reunião oficial dos 27 países nesse nível depois do acordo político sobre a questão alcançado na sexta-feira passada, na cúpula da UE.

Segundo as conclusões da presidência eslovena da UE, a decisão de suspender as medidas adotadas contra Havana em 2003, e suspensas desde 2005 graças à Espanha, busca "facilitar o diálogo político", depois de reconhecer "as mudanças realizadas pelo governo cubano".

Leia mais sobre: Irã - Cuba



    Leia tudo sobre: cubairã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG