União Européia preocupada com os mísseis russos em Kaliningrado

A União Européia (UE) expressou nesta sexta-feira forte preocupação com a decisão russa de instalar mísseis em Kaliningrado - entre Lituânia e Polônia, dois países da UE -, em um comunicado divulgado pelo ministério francês das Relações Exteriores.

AFP |

"A presidência do Conselho da UE expressa forte preocupação após a declaração do presidente russo Dmitri Medvedev na Assembléia Federal russa, na qual anunciou a instalação de mísseis Iskander na região de Kaliningrado", afirmou o porta-voz adjunto do ministério francês, Frédéric Desagneaux.

"Esta declaração não contribui para o estabelecimento de um clima de confiança nem a melhoria da segurança na Europa", acrescentou.

A França exerce a presidência semestral da UE. Para 14 de novembro está programada uma reunião UE-Rússia em Nice.

O presidente russo anunciou na quarta-feira a instalação de mísseis em Kaliningrado, em resposta à instalação em breve de um escudo antimísseis americano na Polônia e República Tcheca.

Vários países europeus reagiram negativamente ao anúncio. A Otan manifestou preocupação e os Estados Unidos afirmaram que prosseguirão trabalhando na instalação de elementos de seu escudo antimísseis na Europa.

cr/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG