União Européia condena duramente atentado em Islamabad

Bruxelas, 22 set (EFE).- O alto representante para Política Externa e Segurança Comum da União Européia (UE), Javier Solana, condenou hoje duramente o ataque terrorista contra um hotel em Islamabad, que deixou 53 mortos e 266 feridos.

EFE |

"Condeno nos termos mais enérgicos o vil ataque terrorista em Islamabad", afirmou Solana, em comunicado no qual envia suas condolências às famílias das vítimas e ao Governo paquistanês.

Além disso, se solidariza com o Governo tcheco devido à morte de seu embaixador no Paquistão neste ataque.

Em termos similares se expressou o presidente da Comissão Européia (órgão executivo da UE), José Manuel Durão Barroso, em comunicado enviado ao Governo paquistanês, disse hoje seu porta-voz, Johannes Laitenberger.

Além disso, a comissária de Relações Exteriores, Benita Ferrero Waldner, condenou duramente o atentado e considerou que "este ato brutal voltou a mostrar a ameaça constante à qual o terrorismo submete a democracia no Paquistão".

"Permaneceremos junto ao Governo democraticamente eleito no Paquistão e oferecemos nosso total apoio a seus esforços para lutar contra o terrorismo e o extremismo", acrescentou. EFE met/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG