A União Europeia condenou neste domingo as declarações do presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, nas quais ele chama o Holocausto judeu de mito, segundo um comunicado divulgado em Bruxelas.

A presidência sueca da UE "condena as declarações do presidente Ahmadinejad" feitas na última sexta-feira em Teerã, quando "negou novamente o Holocausto e o direito de existência do Estado de Israel".

"Estas declarações fomentam o antissemitismo e o ódio. Pedimos aos líderes da República Islâmica do Irã que contribuam de forma construtiva para a paz e a segurança do Oriente Médio", destaca a nota.

slb/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.