União Européia apóia Morales em crise política na Bolívia

La Paz, 14 mai (EFE).- A União Européia (UE) manifestou hoje ao presidente da Bolívia, Evo Morales, seu apóio em meio a crise política enfrentada pelo país, afirmando que o líder tem toda a legitimidade para exercer sua tarefa.

EFE |

O diretor-geral de Relações Exteriores da Comissão Européia (CE), o espanhol Eneko Landáburu, argumentou que o presidente boliviano recebeu um respaldo grande da população, o que o torna um governante totalmente legítimo.

Landáburu disse que transmitiu a Morales, durante sua visita a La Paz, o "respaldo da Europa em sua tarefa como líder eleito democraticamente pelo povo".

A Bolívia vive uma profunda crise política suscitada pela oposição regional, que realizou um referendo para votar a autonomia de Santa Cruz, enquanto Morales classificou o evento como movimento separatista e tenta promover uma reformulação na Constituição.

O delegado europeu se mostrou "preocupado" pela situação política que vive esta nação, que qualificou de "muito tensa" e encorajou o Governo e a oposição a buscar uma saída negociada.

Pediu a "todos os protagonistas importantes desta vida política que encontrem as saídas e a via do diálogo para chegar a acordos e compromissos que consolidem as bases da democracia deste país". EFE az/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG