União Europeia anuncia envio de até 350 policiais ao Haiti

BRUXELAS - A União Europeia concordou nesta segunda-feira em mandar até 350 policiais ao Haiti em resposta ao pedido da Organização das Nações Unidas (ONU) nos esforços para ajudar o país a se recuperar do terremoto de 12 de janeiro.

Reuters |

Os ministros do Exterior da União Europeia também decidiram estabelecer um escritório em Bruxelas para coordenar a ajuda militar e de segurança do bloco de 27 países.

Os anúncios foram feitos depois das reuniões do Conselho de Assuntos Gerais, sob a presidência do ministro espanhol Miguel Ángel Moratinos, que explicou as prioridades do semestre, e do Conselho de Relações Exteriores, presidido pela alta representante, Catherine Ashton.

A ONU já anunciou o envio de mais 2 mil militares e 1,5 mil policiais à missão de 9 mil pessoas no Haiti.

A maioria dos policiais da UE será enviada por França, Espanha, Itália, Portugal, Holanda e Romênia. Os agentes policiais serão de corpos da polícia militarizada como a Guarda Civil espanhola, a Gendarmaria francesa ou os Carabineiros italianos.

Esses policiais estarão sob comando das Nações Unidas, embora exibirão um distintivo europeu em seus uniformes, segundo explicaram fontes comunitárias.

Na semana passada, o bloco afirmou que instituições europeias e os Estados-membros ofereceram mais de 400 milhões de euros (US$ 575,6 milhões) em ajuda de emergência e de longo prazo ao Haiti. Segundo autoridades haitianas, o tremor pode ter matado 200 mil pessoas.

Veja também:

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: haititerremoto no haiti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG