prisão domiciliar contra a líder opositora e Prêmio Nobel da Paz Aung San Suyu Kyi, anunciou o conselho de ministros europeus." / prisão domiciliar contra a líder opositora e Prêmio Nobel da Paz Aung San Suyu Kyi, anunciou o conselho de ministros europeus." /

União Europeia adota novas sanções contra Mianmar

A União Europeia (UE) adotou nesta quinta-feira novas sanções contra o regime birmanês para protestar contra a condenação a 18 meses adicionais de http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/08/11/suu+kyi+simbolo+da+luta+contra+repressao+em+mianmar+7799948.html target=_topprisão domiciliar contra a líder opositora e Prêmio Nobel da Paz Aung San Suyu Kyi, anunciou o conselho de ministros europeus.

AFP |

"Os magistrados responsáveis pelo veredicto se somam à lista atual de pessoas e entidades que são objeto de uma proibição de viajar e de um congelamento de bens", afirma um comunicado.

"Além disso, a lista de pessoas e entidades que são objeto de medidas restritivas aumentará para estender o congelamento de bens às empresas de propriedade e controladas por membros do governo, assim como às entidades associadas", completa a declaração. A lista será publicada no diário oficial europeu.

A possibilidade de novas sanções foi anunciada na terça-feira pela presidência semestral sueca do bloco para protestar contra a nova condenação de Mianmar, que tem como objetivo evitar a participação da líder opositora nas próximas eleições.

A UE reclama a libertação imediata e sem condições de Suu Kyi.

Líder da LND, Suu Kyi foi condenada na terça-feira a três anos de trabalhos forçados por um tribunal que a considerou culpada de violar a prisão domiciliar que cumpria há quase seis anos.

Em seguida, a Junta Militar mudou a pena imposta à Nobel da Paz para o confinamento em sua residência de Yangun durante mais um ano e meio, segundo fontes judiciais.

Leia mais sobre: Suu Kyi

    Leia tudo sobre: mianmar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG