livre e transparente - Mundo - iG" /

União Africana pede segundo turno livre e transparente

A União Africana (UA) pediu nesta quarta-feira que o Zimbábue organize um segundo turno da eleição presidencial livre e transparente.

AFP |

"A União Africana volta a alertar o Zimbábue para a necessidade de realizar um segundo turno das eleições presidenciais e implementar as condições propostas na Declaração de Princípios reguladores de eleições democráticas na África", indicou uma declaração enviada à AFP em Addis Abeba, onde está localizada a sede da UA.

A organização pan-africana pediu a "todos os atores políticos do Zimbábue que cumpram suas atividades em liberdade, transparência, tolerância e não violência para permitir que os zimbabuanos exerçam seus direitos democráticos".

"Também é essencial que a paz e a segurança sejam mantidas e que a vontade das pessoas seja respeitada por todos os envolvidos uma vez anunciados os resultados", acrescentou a mesma declaração.

Segundo os resultados divulgados pela Comissão Eleitoral do Zimbábue quase cinco semanas depois das eleições gerais de 29 de março, o candidato de oposição do Movimento pela Mudança Democrática (MDC), Morgan Tsvangirai, ficou à frente do atual presidente Robert Mugabe no primeiro turno.

Mas sua vantagem não foi suficiente para evitar um segundo turno.

eg/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG