União Africana condena golpe de Estado no Níger

O presidente da Comissão da União Africana (UA), Jean Ping, condenou o golpe de Estado que derrubou na quinta-feira o presidente de Níger e pediu o retorno do país à ordem constitucional.

AFP |

"A UA condena sistematicamente qualquer mudança inconstitucional e, por consequência, condena a tomada de poder à força ocorrida em Níger", afirma Ping em um comunicado, no qual pede "o rápido retorno da ordem constitucional".

Ele destaca ainda que acompanha com preocupação o desenvolvimento da situação no país e que está em contato com o presidente da Comissão da CEDEAO (Comunidade Econômica de Estados da África Ocidental), além de outros personagens internacionais envolvidos.

O Exército tomou o poder na quinta-feira em Níger. A junta militar derrubou o presidente Mamadou Tandja e dissolveu o governo.

Leia mais sobre Níger

    Leia tudo sobre: níger

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG