Unesco se diz preocupada com liberdade de imprensa na Venezuela

Paris, 12 ago (EFE).- O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Koichiro Matsuura, expressou hoje sua profunda inquietação pela situação da liberdade de imprensa na Venezuela.

EFE |

A declaração chega após a recente decisão do Governo daquele país de suspender 34 emissoras.

"O pluralismo é uma condição essencial para o livre exercício da profissão do jornalista", disse em comunicado.

Matsuura mostrou preocupação com "a redução do número de meios que permitam aos cidadãos receber uma informação procedente de fontes diversificadas".

"A população da Venezuela tem direito a diferentes pontos de vista nas reportagens e análises dos eventos. E não pode haver liberdade de expressão, nem sequer democracia, sem pluralismo midiático", afirmou. EFE.

lmpg/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG