residual - Mundo - iG" /

Unesco diz que analfabetismo na América Latina é residual

México, 8 set (EFE) - O diretor do Instituto de Educação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Adame Ouane, disse hoje que o analfabetismo na América Latina e no Caribe já é um problema residual.

EFE |

Ele alertou aos Estados da região para continuar trabalhando na erradicação total do problema.

Na América Latina, há 35 milhões de analfabetos, e na última década o índice de alfabetização cresceu de 89% para 91% da população total, mas continua significando "um sério desafio para a região", afirmou Ouane.

"Temos somente um nível residual de analfabetismo com o qual a região pode provavelmente se ajeitar, mas não é um assunto a ser ignorado porque há em outros países, por exemplo, alguns do Caribe, taxas de alfabetismo de só 74%", disse.

Ouane manifestou em entrevista coletiva que hoje é uma data importante para "chamar a atenção da comunidade internacional sobre a situação do alfabetismo no mundo e para celebrar as conquistas no tema dos países-membros das Nações Unidas".

"Vivemos em um mundo alfabetizado", já que a maior parte da população do planeta sabe ler e escrever, disse, mas alertou que um em cada cinco adultos no mundo não tem estas habilidades básicas - em torno de 774 milhões de pessoas.

"Esta situação é intolerável", denunciou durante seu discurso, feito no mesmo dia da celebração mundial do Dia Internacional da Alfabetização.

O funcionário da Unesco lembrou que ser alfabetizado é importante na vida das pessoas para que tenham participação plena em suas comunidades e para melhorar a saúde, a participação política, a luta contra a aids e o desenvolvimento sustentável dos países.

A meta da Unesco é que, até 2012, o analfabetismo seja reduzido mundialmente em 50%, mas há "um longo caminho para percorrer", afirmou Ouane.

Neste sentido, o especialista ressaltou que há 35 países no mundo, 19 deles na África, onde o analfabetismo atinge 50% da população. EFE jd/bm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG