Tijuana (México), 4 abr (EFE).- Um morto, um número ainda não precisado de feridos nem sua gravidade e uma estrada colapsada, é o resultado provisório do tremor de 7,2 graus de magnitude na escala Richter que sacudiu hoje o estado da Baixa Califórnia, norte do México, informou à Agência Efe uma fonte oficial.

O diretor da Defesa Civil da Baixa Califórnia, Alfredo Escobedo, disse à Agência Efe que uma pessoa morreu quando uma casa no Vale de Mexicali caiu, a 18 quilômetros de onde foi o epicentro do tremor.

Escobedo disse que a vítima não foi identificada. Os problemas com as linhas telefônicas e o corte na provisão de energia elétrica dificultaram a difusão de informação sobre os danos, sobretudo em Mexicali, cidade de 1,2 milhão de habitantes.

A mesma fonte tinha informado antes que havia um número não precisado de feridos, dos quais também não se sabe a gravidade, embora alguns meios de imprensa assinalam que são lesionados leves.

A fonte disse que depois do terremoto de 7,2 graus ocorrido às 17h40 (20h40 de Brasília) aconteceram 20 réplicas na região, que inclui desde o sul da Califórnia nos Estados Unidos até o vizinho estado de Sonora (México).

Também foi reportada a suspensão dos serviços de energia elétrica, água, telefonia convencional e telefonia celular, assim como danos no interior de casas, disse Governo.

O Serviço Sismológico Nacional e o Serviço Geológico dos Estados Unidos informaram inicialmente que a magnitude do tremor tinha sido de 6,9 graus, mas mais tarde corrigiram e disseram que tinha sido de 7,2 graus na escala aberta de Richter.

Na cidade de Tijuana (Baixa Califórnia), Antonio Rosquillas, titular de Defesa Civil, disse que não há notícias de perdas materiais nem humanas nessa localidade fronteiriça com os EUA.

O secretário de Segurança Pública de Tijuana, Julián Leyzaola Pérez, disse que só foram reportadas fissuras em alguns prédios. EFE dec/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.