Uma nova iniciativa britânica para proteger a ameaçada tradição oral

Pesquisadores britânicos apresentaram nesta terça-feira um ambicioso projeto para proteger e divulgar, com a ajuda da internet, a cada vez mais ameaçada tradição oral de centenas de comunidades indígenas de todo o mundo, da Ásia à América Latina.

AFP |

O Projeto Mundial de Literatura Oral, da prestigiada Universidade de Cambridge, se apresenta como iniciativa global para documentar em novo arquivo multimídia os relatos, cantos, poemas, mitos dessas pequenas comunidades antes que desapareçam sob a ameaça da globalização e das mudanças socioeconômicas.

Até o momento, apenas dois projetos foram concluídos, um na Colômbia, onde foram gravados cantos cerimoniais da etnia Barasana na região amazônica sul-oriental do Vaupés, e outro no Nepal, e quatro mais em realização.

"Como veículos de transmissão de um conhecimento cultural único, as linguagens locais codificam tradições orais ameaçadas pela morte dos anciãos e pela perda dos meios de subsistência", explica a nova página internet do projeto (www.oralliterature.org).

"Existem numerosos benefícios da globalização, entre elas as de comunidades tradicionais estarem mais bem conectadas com o mundo moderno", declarou o diretor do projeto, Mark Turin. "Mas também há uma necessidade urgente de documentar suas formas de expressão cultural antes de sua erosão".

Os antropólogos e linguistas que fazem parte do Projeto Mundial de Literatura Oral explicam que das 6.000 línguas vivas cadastradas atualmente no mundo, cerca da metade deixarão de existir em sua forma falada no final deste século.

Esperam que o fácil acesso a novas tecnologias anime os pesquisadores locais e até as próprias comunidades indígenas a apresentar mostras de sua própria tradição oral para que possam acrescentá-las a seus arquivos.

ra/ml/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG