Um morto em novas manifestações contra a pobreza no Haiti

Uma pessoa morreu nesta segunda-feira no Haiti, durante novas manifestações denunciando a pobreza e o custo de vida na ilha.

AFP |

Em Los Cayos, a 190 km da capital Porto Príncipe, milhares de pessoas se manifestaram diante da residência de um parlamentar.

Foram ouvidos disparos de origem não determinada, que atingiram uma pessoa no norto e causaram sua morte.

Na sexta-feira passada, quatro pessoas morreram também morreram em Los Cayos durante violentas manifestações.

Dezenas de pessoas foram feridas nos últimos dias durante protestos em várias cidades do país, inclusive na capital Porto Príncipe, em meio à violência e aos saques.

O ministro haitiano Jacques-Edouard Alexis anunciou um programa de ações solidárias, que terá 42 milhões de dólares, para ajudar a população carente do Haiti.

O programa prevê a criação de milhares de empregos para jovens haitianos, a abertura de restaurantes comunitários e universitários e a concessão de créditos para pequenos empresários.

Com 8,5 milhões de habitantes, o Haiti é o país mais povoado do Caribe e também o mais pobre das Américas. Cerca de 80% da população vive com menos de 3 dólares por dia e o índice de desemprego supera os 70%.

cre/yw/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG