Um em cada sete presos de Guantánamo voltam à luta

Aproximadamente um em cada sete dos 534 presos transferidos para o exterior da prisão de Guantánamo voltou ao terrorismo ou às atividades de militância, informa nesta quinta-feira o New York Times.

AFP |

Este dado, de um relatório do Pentágono que não foi divulgado, pode criar um obstáculo no futuro aos esforços do presidente Barack Obama por fechar a controversa prisão antes do prazo fixado, 22 de janeiro de 2010 - que foi criticado pelos dois partidos.

Relatórios anteriores do Departamento de Defesa sobre a reincidência de prisioneiros em Guantánamo, a base naval americana que hoje abriga 240 suspeitos, foram questionados pela falta de detalhes, e considerados meros esforços para manter a prisão aberta.

No último relatório, o Pentágono afirma que 74 presos liberados do acampamento no sul de Cuba voltaram para o terrorismo ou o ativismo, uma taxa de reincidência de cerca de 14%.

Leia mais sobre: Guantánamo

    Leia tudo sobre: guantánamo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG