Um dos três jornalistas sequestrados na Nigéria consegue fugir

Lagos, 3 mar (EFE).- Um dos três jornalistas esportivos do canal SuperSport que foram sequestrados na segunda-feira por um grupo de homens armados não identificados na Nigéria escapou de seus sequestradores, informou hoje à agência Efe o gerente da rede no país, Feliz Awogu.

EFE |

Segundo a fonte, que não quis dar detalhes, o câmera sul-africano Alexander Effiong escapou do cativeiro e fugiu para um lugar seguro na cidade de Lagos, enquanto seus dois companheiros, o também sul-africano Nick Greyling e o nigeriano Bowie Attamah seguem presos.

Os três jornalistas foram sequestrados na noite da segunda-feira passada, quando iam da cidade de Enugu ao aeroporto de Owerri, no sudeste da Nigéria, por homens armados que detiveram o veículo no qual estavam e os obrigaram a sair dele.

Outro câmera que viajava com o grupo no momento do sequestro levou um tiro e está em um hospital, recebendo tratamento médico.

Os serviços de segurança e os funcionários do Governo nigeriano asseguraram que investigam "exaustivamente" a situação, para tentar libertar os dois jornalistas que seguem como reféns. Até o momento não há registro de um pedido resgate.

Os sequestros de pessoas são muito frequentes na região petrolífera do Delta do Níger, no sudeste da Nigéria, mas se estenderam para outras zonas do país. Normalmente, os reféns são soltos assim que o pedido de resgate é pago. EFE da/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG