Um dos organizadores do ataque a Mumbai esteve na Bósnia como espião

Belgrado, 11 dez (EFE).- Um dos organizadores dos recentes ataques terroristas em Mumbai trabalhou durante a Guerra da Bósnia como agente secreto paquistanês, informa hoje o jornal sérvio Politika, que cita um especialista croata da luta antiterrorista.

EFE |

Zaki ur-Rehman Lahvi, detido no fim de semana passado como suposto líder do grupo terrorista Lashkar-e-Toiba (LeT), esteve na Bósnia durante a guerra (1992-95), onde foi oficial do serviço de contra-espionagem militar paquistanês.

"Há muito se sabe que o Paquistão, apesar do embargo da ONU, transportava em aviões armas para o Exército bósnio-muçulmano. Com essas armas, chegavam também os terroristas", disse o especialista Domagoj Margetic, em declarações ao "Politika" Afirmou que "o mais conhecido entre os terroristas do Paquistão que lutaram na Bósnia é Muhammad Khalil, detido no Paquistão em 2003 e um dos organizadores dos ataques terroristas em Nova York e Washington, e que degolou um jornalista americano". EFE Sn-jk/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG