Um dos maiores bancos especializados em hipotecas dos Estados Unidos, IndyMac, sofreu uma intervenção do governo, em uma das maiores falências bancárias da história do país. O órgão regulador de bancos, Agência de Supervisão de Instituições de Poupança (Office of Thrift Supervision, OTS), disse que os correntistas retiraram mais de US$ 1,3 bilhões do IndyMac nos últimos 11 dias e as autoridades decidiram passá-lo para a administração da Sociedade Federal de Seguro de Depósito (FIDC, na sigla em inglês).

O banco, com sede no Estado da Califórnia, vai reabrir na segunda-feira sob controle federal, com um custo às autoridades estimado em US$ 4 a US$ 8 bilhões de dólares.

O IndyMac vinha tendo dificuldades para levantar fundos e continuar operando em um dos Estados mais atingidos pela crise de inadimplência que atingiu o setor imobiliário no país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.