Estudo norte-americano mensurou o perigo dos embutidos à saúde

Comer um cachorro-quente por dia aumenta em 42% os riscos de sofrer doenças cardiovasculares, segundo um estudo americano publicado nesta segunda-feira e que mostra os riscos associados ao consumo de carnes e embutidos.

O estudo da Faculdade de Medicina de Harvard não revela a mesma correlação com o consumo de carne fresca, seja de boi, porco ou carneiro. A pesquisa foi publicada nesta segunda-feira no site do jornal Circulation e se baseia na análise de 1.600 estudos que analisaram 1,218 milhão de pessoas em uma dezena de países.

As análises mostram que um consumo diário de 50 gramas de embutidos, como uma salsicha, rodelas de mortadela ou de bacon defumado está associado a um risco 42% maior de desenvolver uma doença cardiovascular, assim como 19% mais chances de ter diabetes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.