Um grupo integrado por cerca de 50 ultranacionalistas, alguns com capuzes, protestou na madrugada desta terça-feira, diante do tribunal para crimes de guerra, contra a prisão do líder servo-bósnio Radovan Karadzic.

Os manifestantes, membros do movimento ultranacionalista Obraz, foram dispersados pela polícia de choque, segundo as imagens do canal de televisão B92.

A situação está "sob controle e é calma", destacou a TV.

A polícia começou a agir por volta das 02H00 local (23H00 Brasília) e afastou os manifestantes sem utilizar a força. Os policiais mantêm um triplo cordão de segurança em torno do prédio do tribunal, onde a situação é tranqüila, segundo a B92.

O juiz de instrução Milan Dilparic disse à TV que Karadzic será levado ao tribunal esta madrugada.

"Os preparativos para o interrogatório de Radovan Karadzic estão em andamento e será ouvido já nesta madrugada", declarou.

Karadzic, acusado de genocídio, foi detido pelos serviços de segurança sérvios na noite desta segunda-feira.

mat/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.