Pequim, 20 out (EFE).- As autoridades chinesas não acharam rastros de melamina nos últimos testes nos quais foram analisadas 477 mostras de leite para bebês pertencentes a 66 empresas, informou hoje a agência oficial de notícias, Xinhua.

Esta é a décima terceira rodada de testes realizados pelas autoridades chinesas desde que o escândalo foi revelado em meados de setembro, segundo a Administração Geral de Supervisão da Qualidade, Inspeção e Quarentena.

Até o momento, 6.274 mostras de produtos lácteos produzidos por 138 companhias depois do dia 14 de setembro foram analisadas pelo órgão e os níveis de melamina estavam dentro os limites permitidos em todos os casos. EFE ub/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.