Última sobrevivente do Titanic leiloa lembranças do naufrágio

A última sobrevivente do Titanic pretende vender lembranças do navio naufragado para pagar a conta do asilo para idosos em que vive. Millvina Dean, de 96 anos, tinha nove semanas de vida quando o navio naufragou no Atlântico Norte em 1912.

BBC Brasil |

Ela espera arrecadar cerca de 3 mil libras esterlinas (o equivalente a cerca de R$ 11 mil) com a venda de itens que incluem uma mala com roupas que recebeu em Nova York depois de resgatada. As roupas foram doadas pela população local.

Cartas falando sobre indenização enviadas para a mãe dela pelo Fundo de Assistência do Titanic e retratos raros do navio deixando as docas em Southampton também serão oferecidas aos interessados.

Dean foi morar em um asilo em Ashurst, no sul da Inglaterra, há dois anos.

"Eu esperava ficar lá por duas semanas depois de fraturar a bacia, mas desenvolvi uma infecção e estou lá há dois anos. Eu não posso mais viver na minha casa", disse a sobrevivente do Titanic ao jornal local Southern Daily Echo.

"Eu estou vendendo tudo agora porque tenho que pagar estas contas do asilo. Estou vendendo tudo que acho que pode render algum dinheiro."
A família Dean estava imigrando para o Kansas, nos Estados Unidos, quando o Titanic naufragou.

Millvina, seu irmão e sua mãe foram resgatados, mas seu pai, Bertram, morreu juntamente com mais de 1,5 mil pessoas que estavam no Titanic.

A venda dos artigos vai se realizar na Casa de Leilões Henry Aldridge e Filhos, em Devizes, no sudoeste da Inglaterra, no sábado.

Andrew Aldridge disse que a mala a ser leiloada é um item incomum, pois "simboliza o que os moradores de Nova York fizeram pelos sobreviventes do Titanic".

O Titanic, que levava 2.227 pessoas, naufragou no Oceano Atlântico, cerca de 600 km ao leste da costa do Canadá, na madrugada do dia 15 de abril de 1912.

Apenas 706 passageiros foram salvos.

Dean tornou-se a última sobrevivente do naufrágio do Titanic depois que Barbara Dainton morreu no ano passado, aos 96 anos de idade.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG