Ulster: Católicos e protestantes chegam a acordo sobre a polícia

Os dois partidos, católico e protestante, que compartilham o poder na Irlanda do Norte, concluíram nesta segunda-feira um acordo sobre a polícia e a justiça, que depende agora do aval de um partido de oposição para ser aprovado.

AFP |

O primeiro-ministro Peter Robinson, líder do Partido Unionista Democrata (DUP, protestante), e o vice-primeiro-ministro Martin McGuinness, membro do Sinn Fein (católico), chegaram a um acordo sobre as modalidades permitindo à Irlanda do Norte contar com uma polícia e uma justiça regionais, independentes de Londres, informaram fontes governamentais.

Um único ministro será encarregado dos dois setores. Este ministro não será membro nem do DUP, partidário da permanência da Irlanda do Norte na Grã-Bretanha, nem do Sinn Fein, o braço político do Exército Republicano Irlandês (IRA) que sonha com uma Irlanda unificada.

Segundo o acordo, este ministro deverá ser membro do Partido da Aliança.

No entanto, o líder deste partido, David Ford, avisou que não pretende "ajudar um Executivo incoerente e incompetente".

"O DUP e o Sinn Fein deveriam nos consultar antes de falar. Eles acham que podem contar conosco para ajudá-los, mas sequer conversaram sobre o assunto com a gente nos 16 últimos meses", declarou Ford.

Londres havia decidido que os poderes de polícia e justiça seriam transferidos a Belfast em maio de 2008, mas o DUP e o Sinn Fein não tinham conseguido chegar a um acordo a tempo.

em/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG