Bruxelas, 22 set (EFE).- A União Europeia urgiu hoje ao presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, e ao governante de fato deste país, Roberto Micheletti, a abster-se de toda ação que possa aumentar a tensão e a violência.

Em comunicado, a presidência da UE sublinhou hoje "a importância de uma solução negociada à crise atual de Honduras", por causa do retorno de Zelaya a Tegucigalpa. EFE ahg/fk

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.