UE reitera apoio total ao TPI

Bruxelas, 4 mar (EFE).- A União Europeia (UE) reiterou hoje seu apoio total ao Tribunal Penal Internacional (TPI), depois que esta instância jurídica ordenou hoje a detenção do presidente do Sudão, Omar al-Bashir, por crimes de guerra e lesa-humanidade em Darfur.

EFE |

A UE, em uma declaração emitida pela Presidência tcheca, indicou também seu respeito pelo TPI e por "seu papel-chave na promoção da justiça internacional".

Além disso, a UE lembrou que o conflito da região sudanesa de Darfur foi referido ao TPI pelo Conselho de Segurança da ONU perante a execução de sérias violações aos direitos humanos e à lei humanitária internacional.

A UE lembrou que o Conselho de Segurança da ONU estabeleceu, em uma resolução de 2005, que o Governo do Sudão e as demais partes deviam "cooperar plenamente e dar qualquer assistência necessária à corte e ao promotor". EFE rcf/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG