Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

UE quer amenizar sofrimento de animais antes de seu sacrifício

A Comissão européia propôs nesta quinta-feira uma nova regulamentação para limitar o sofrimento dos animais antes de eles serem enviados ao matadouro, através de um inventário preciso que atualiza os métodos autorizados.

AFP |

Cerca de 360 milhões de porcos, ovelhas, cabras e bovinos, assim como milhões de aves passam anualmente pelos matadouros da União Européia (UE).

"Nossa sociedade tem o dever de se preocupar com os animais, o que implica limitar sua angústia e evitar sua dor no momento do sacrifício", comentou a comissária européia para a Saúde, Androulla Vassiliou.

"As regras atuais da UE são velhas e precisam ser revisadas", indicou, destacando que sua proposta "marcará uma verdadeira diferença".

O projeto de regulamentação não proíbe nenhum dos métodos de atordoamento dos animais usados atualmente, mas define com previsão as condições destas técnicas.

Os "banhos elétricos" continuarão sendo usados para as aves, porém com tempo de imersão e voltagem mais exatos e controlados.

Os banhos de gás com CO2 também continuarão sendo permitidos, apesar de os cientistas considerarem que isto provoca muita aversão nos animais, destacou a Comissão.

No entanto, Bruxelas afirmou que os animais não devem dar sinais de consciência após 30 segundos de exposição a este gás.

cm/lm/fp

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG