UE propõe proibição a sensor instalado em Airbus que caiu no mar

PARIS (Reuters) - A Agência de Segurança de Aviação Europeia planeja recomendar uma proibição aos sensores de velocidade instalados no modelo de avião da Airbus que caiu no oceano Atlântico após decolar do Rio de Janeiro com destino a Paris, disse um porta-voz nesta quinta-feira. A proposta também pedirá que seja diminuído para apenas um por avião o número de sensores novos fabricados pela mesma empresa, a francesa Thales.

Reuters |

Isso significa que ao menos dois dos três sensores de velocidade instalados em cada avião do modelo teriam de ser fornecidos pela única outra fabricante, a Goodrich, dos Estados Unidos.

A norma pode ser aplicada a todos os aviões Airbus A330 equipados com os sensores de velocidades -- conhecidos como sondas piloto -- produzidos pela Thales, e também ao modelo similar A340.

(Reportagem de Tim Hepher)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG