UE pressionará países a reduzir emissões de gases poluentes

Bruxelas, 25 jul (EFE).- A União Europeia (UE) anunciou hoje que utilizará seu compromisso de reduzir as emissões de gases causadores do efeito estufa em 30% para pressionar países de fora do bloco a fixar metas ambiciosas em relação ao novo acordo global contra a mudança climática, que a comunidade internacional tentará selar em dezembro.

EFE |

"Chegou a hora de fazer pressão e exercer a liderança com vistas à aceleração das negociações e à obtenção de um resultado ambicioso", afirmou Andreas Carlgren, ministro de Meio Ambiente sueco, numa entrevista coletiva após uma reunião informal com seus colegas da UE realizada em Aare, no centro da Suécia.

O bloco europeu está disposto a negociar "com força e flexibilidade" e a usar "todo seu poder" para fazer as discussões avançarem nos próximos meses e conseguir com que outros países "também elevem suas ambições a um nível suficiente", disse Carlgren, cujo país exerce a Presidência rotativa da UE.

Os países-membros do bloco deram um "passo importante", já que não mostram "nenhuma divergência em relação aos pilares fundamentais da posição da UE", destacou a diretora-geral do Escritório Espanhol de Mudança Climática, Teresa Ribero, que também participou da entrevista.

As nações do bloco também concordam em "contribuir de forma justa" para o financiamento de ações ambientais nos países mais pobres, disse, por sua vez, o comissário europeu de Meio Ambiente, Stavros Dimas.

"O financiamento é igualmente importante, já que sem dinheiro não haverá acordo", ressaltou Dimas, que ressaltou ainda a importância de minimizar os efeitos da mudança climática em países que são atingidos por eles sem terem responsabilidade alguma. EFE ahg/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG