UE pede que Zelaya e Micheletti pensem sobre gravidade da situação

Bruxelas, 24 jul (EFE).- A comissária de Relações Exteriores da União Europeia (UE), Benita Ferrero-Waldner, pediu hoje ao deposto presidente de Honduras, Manuel Zelaya, e ao atual governante do país, Roberto Micheletti, que reflitam sobre a gravidade da situação e voltem à mesa de diálogo do líder costarriquenho, Óscar Arias.

EFE |

"Pedimos a ambas as partes que pensem sobre a gravidade da situação e que voltem em breve à mesa de negociações com um espírito construtivo e responsável", afirmou a comissária, em comunicado publicado hoje em Bruxelas.

Esta declaração de Ferrero-Waldner ocorre horas antes da esperada chegada de Zelaya à fronteira hondurenha procedente de Manágua, aonde irá acompanhado do chanceler venezuelano, Nicolás Maduro.

Além disso, a comissária reiterou mais uma vez seu total apoio ao presidente da Costa Rica a que este continue suas tentativas de conseguir uma solução dialogada para a crise política em Honduras, desde que Zelaya foi deposto por militares, no final de junho. EFE rja/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG