UE pede que lei de imigração não atrapalhe relação com A.Latina

Paris, 6 out (EFE).- O diretor-geral de Assuntos Exteriores da Comissão Européia (CE, órgão executivo da União Européia), Eneko Landaburu, pediu hoje aos latino-americanos que as profundas divergências sobre a política de imigração da UE não questionem o conjunto das relações bilaterais entre as duas regiões.

EFE |

"Não se deve ocultar as dificuldades que há e os desacordos profundos que temos", em particular com o pacto sobre imigração, afirmou Landaburu em um fórum em Paris dedicado às relações entre Europa e América Latina.

Ele reiterou que não se pode permitir "que uma diferença questione o conjunto" das relações por considerar que as "perturbações" atuais dão ainda "mais razões" para estreitar os laços entre os dois continentes.

"O desafio que temos é reformar" o poder mundial e isso "requer respostas globais (...)" como "consolidar, reforçar, ampliar as relações entre UE e América Latina e Caribe", argumentou.

Landaburu, que foi o encarregado de fazer a síntese deste fórum, estimou que de olho na cúpula UE-América Latina que deve ser realizada na Espanha em 2010, "é indispensável iniciar planos de ação mais concretos e também mais restritos".

O diplomata também disse que "há uma grande necessidade para a América Latina de continuar com os esforços na integração regional" e lembrou que na Europa essa integração forneceu paz, estabilidade e coesão social. EFE ac/ab/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG