UE pede pressão sobre israelenses e palestinos para que negociem

BRUXELAS - A chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Catherine Ashton, pediu hoje que se mantenha a pressão sobre israelenses e palestinos para que as negociações indiretas, mediadas pelos Estados Unidos, possam começar.

EFE |

Ao chegar para uma reunião de ministros da UE, Ashton ressaltou a "enorme preocupação" gerada pelo anúncio israelense sobre a construção de um novo bairro judaico, com 1.600 casas, na parte árabe de Jerusalém.

Para ela, os assentamentos israelenses nos territórios palestinos "devem terminar e, o mais importante, as negociações devem começar".

Os demais ministros da UE que falaram ao chegarem para a reunião mostraram posição similar, entre eles o chanceler finlandês, Alexander Stubb.

Stubb afirmou que a decisão israelense é "totalmente inaceitável" e equiparável ao lançamento de foguetes de Gaza ao território israelense.

"Os assentamentos são ilegais", disse, por sua vez, o ministro de Assuntos Exteriores britânico, David Miliband.

"Não somos a favor da colonização dos territórios palestinos", reforçou o chanceler francês, Bernard Kouchner. EFE rcf/rr

    Leia tudo sobre: israelpalestinosue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG