UE pede mais medidas para proteger menores da violência dos video games

A Comissão Européia pediu nesta terça-feira que a indústria do setor dos video games tome mais medidas para impedir a venda de produtos com conteúdo violento para menores de idade.

AFP |

O sistema de classificação PEGI, adotado pela indústria na Europa em 2003, que indica o grau de violência e o recurso de linguagem inapropriada, "funciona bem, mas infelizmente não é suficientemente conhecido pelo público", disse a comissária européia de Sociedade e de Informação e Meios, Viviane Reding.

Os países da União Européia e a indústria devem "regulamentar a venda dos video games nos estabelecimentos para responder à necessidade imprescindível de proteger os menores de idade", ressaltou Reding durante uma entrevista à imprensa em uma sessão do Europarlamento em Estrasburgo, na França.

Uma investigação da Comissão Européia mostrou que 23 dos 27 Estados membros da UE aplicam sistemas de classificação por idade como o PEGI.

Por outro lado, Chipre, Luxemburgo, România e Eslovênia não aplicam nenhum tipo de classificação, e apenas 15 países membros adotaram uma legislação relativa à venda para menores de videojogos potencialmente perigosos.

yo/cl/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG