UE oferece ajuda às vítimas de terremoto na China

Pequim, 13 mai (EFE).- A União Européia (UE) informou à China que está disposta a oferecer seus especialistas em trabalhos humanitários para ajudar as vítimas do devastador terremoto no sudoeste do país que deixou até agora cerca de 10 mil mortos.

EFE |

"A UE está disposta a apoiar seu trabalho no que puder, e nossos especialistas em trabalhos humanitários já estão em alerta para ajudar se for necessário", assinalou o presidente da Comissão Européia, José Manuel Durão Barroso, em carta enviada ao primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao.

"Acompanho com grande preocupação as notícias sobre o grave terremoto que atingiu o distrito de Wenchuan, na província de Sichuan", disse Durão Barroso na mensagem, enviada na segunda-feira.

O presidente europeu destacou o alto número de vítimas e a supervisão do próprio Wen nos trabalhos de socorro, segundo informou hoje a delegação da Comissão Européia em Pequim.

"Eu gostaria enviar minhas condolências pelas vítimas e seus familiares, e expressar a solidariedade dos europeus para com os chineses neste momento", acrescentou. EFE mz/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG